Médica sabia que atenderia uma criança, afirma técnica de enfermagem

Breno morreu em casa aguardando a chegada da segunda
ambulância Reprodução Internet
Profissional que estava na ambulância junto com a médica Haydée Marques prestou depoimento nesta terça-feira
Rio - Em depoimento a polícia na tarde desta terça, a técnica de enfermagem que estava na ambulância com Haydée Marques — que se negou a atender Breno Rodrigues Duarte da Silva, de um ano e meio —  afirmou que a médica sabia que o paciente se tratava de uma criança. A informação é contrária a passada pela profissional de saúde durante depoimento na última segunda. 
Segundo a técnica, que depôs por duas horas e foi identificada apenas como Jossiane, tanto ela como o motorista teriam tentado convencer Haydée a atender o menino. A técnica trabalha para a Cuidar Emêrgências, empresa terceirizada que presta serviço para a Unimed.
Em depoimento prestado ontem (12), a médica declarou que não tem responsabilidade na morte da criança. "Estou triste e muito abalada pela criança ter morrido, mas não estou arrependida porque não fiz nada de errado do código de conduta médica. Eu pedi outra unidade, com pediatra para atendê-lo", disse. 
Segundo a delagada responsável pelo caso, Isabelle Ponti, o caso ainda está sendo tratado como homicídio culposo (quando não há intenção de matar). "Ainda há muitas provas a serem produzidas e muita coisa ainda pode ou não mudar", disse. 
Ainda de acordo com a delegada, a técnica também contou que a Cuidar Emergências não possui ambulâncias específicas para o atendimento de crianças e sim que os profissionais são socorristas treinados para atenderem qualquer tipo de emergência, inclusive crianças. 

O DIA
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE