Outro carregamento de armas passou pelo Galeão uma semana antes de apreensão no Rio

Policiais observam fuzis apreendidos no aeroporto
(Foto: Carlos Magno/Governo do Estado)
Polícia tenta descobrir local onde fuzis estão estocados. Carga teria chegado da mesma forma ao aeroporto, dentro de aquecedores de piscina.
A Polícia Civil do Rio descobriu que, uma semana antes de apreender 60 fuzis no Aeroporto Tom Jobim, o Galeão, outro carregamento de armas de guerra passou pelo terminal aéreo. Como mostrou o RJTV na noite desta terça-feira (6), essa carga teria chegado ao estado da mesma forma, dentro de aquecedores de piscina.
"Nós acreditamos que essa remessa foi uma remessa também de arma de fogo e que esses fuzis já poderiam ser distribuídos de alguma forma ou estão estocados em algum lugar da organização criminosa", disse o delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), Maurício Mendonça.
Por enquanto, a polícia não sabe quantos fuzis foram contrabandeados pela quadrilha - delegados chegaram a dizer que outros 30 carregamentos já foram enviados para o Rio. Nesta terça, policiais da DRFC cumpriram 12 mandados de busca e apreensão no Rio, Niterói (Região Metropolitana) e Saquarema (Região dos Lagos). Os investigadores buscaram documentos que levassem às armas.

Por RJTV
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE