Manifestantes impedem acesso de turistas a Machu Picchu, no Peru

Também conhecida como a cidade perdida dos incas, Machu Picchu
 fica a 2.490 metros de altura dos Andes peruanos (Foto: BBC)
Pessoas que protestavam contra suspensão de aeroporto e professores grevistas bloquearam trilhos e levaram empresa de trens a suspender serviço durante dois dias. Cidade inca recebe cerca de 1,7 milhão de visitantes por ano.
Um protesto deixou nesta quarta-feira (12) milhares de turistas sem acesso à famosa cidade inca de Machu Picchu, na região de Cusco, no sudeste do Peru.
O serviço de trens foi suspenso na quarta e quinta pela empresa britânica PeruRail porque na véspera os trilhos foram bloqueados por pessoas que querem que o governo retome um projeto cancelado de construir um novo aeroporto, que seria o segundo da região. A Associated Press confirmou a informação com a PeruRail.
O protesto adquiriu grandes proporções porque a ele se uniram os participantes de uma manifestação de 20 mil professores, em sua maioria das zonas rurais e amazônicas, que suspenderam as aulas durante 27 dias por não chegarem a um acordo com o governo sobre um aumento salarial.
A agência estatal de notícias Andina disse que entre as vias bloqueadas está “o corredor turístico Cusco-Valle Sagrado de Los Incas, que leva aos distritos de Ollantaytambo e Machu Picchu”.
Mais de mil policiais de um batalhão antimotim foram enviados ao local para evitar distúrbios.
Segundo dados oficiais, Machu Picchu recebe cerca de 1,7 milhão de visitantes por ano, dos quais mais de 800 mil são estrangeiros. A cidadela inca foi construída no século 15 como santuário religioso dos incas e fica na região amazônica do sudeste peruano, a 2.490 metros de altitude.

Por Associated Press
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE