Suspeitos de envolvimento no assassinato de argentino no Rio é preso

Suspeitos de matar argentino em briga em Ipanema. Godinho, com
a camisa do Barcelona, e PH, de boné, já foram detidos.  Argentino
 morreu após ser espancado em casa noturna em Ipanema.
 (Foto: Reprodução/ Twitter)
A polícia prendeu mais um dos suspeitos de envolvimento no assassinato do argentino Matías Sebastian Carena, de 28 anos, no Rio. Júlio Godinho, que estava foragido, foi levado para o presídio de Bangu. Segundo a polícia, ele estava no grupo que agrediu o estrangeiro.
Imagens mostraram as agressões. Depois de levar um soco, o turista morreu ao bater a cabeça no chão. Depois que o argentino caiu desacordado, os jovens ainda batem mais nele, um deles usando uma muleta.
Pedro Henrique Marciano, conhecido como PH, um dos quatro suspeitos de envolvimento na morte do turista, foi preso no início de abril. Dois homens ainda são procurados: Thiago Lessa e Valterson Ferreira Cantuária, conhecido como Toddy Cantuária.
Matias Sebastian Carena morreu na madrugada do dia 26 de março após uma briga de um grupo de brasileiros com argentinos, por volta das 4h30 na Rua Vinícius de Moraes, em Ipanema. A ocorrência foi investigada pela Divisão de Homicídios. Matias integrava uma equipe da 1ª divisão do futsal argentino.
O delegado Fábio Cardoso, chefe da Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio, disse que a briga foi iniciada com um esbarrão na saída da boate em Ipanema.

Por Jornal Nacional
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE