Campanha mobiliza moradores de Rio das Ostras a combater exploração sexual das crianças

 Em 18 de maio de 1973, Araceli, uma menina de 8 anos, foi sequestrada,
violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seus agressores,
jovens de classe média alta, nunca foram punidos.
Rio das Ostras realiza uma campanha de conscientização no Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes nesta quinta-feira, 18, a partir das 9h, na Praça José Pereira Câmara. A ação é uma parceria da Secretaria de Bem-Estar Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e o Conselho Tutelar. O objetivo é mobilizar a população a assumir o compromisso de enfrentar o problema e ajudar na promoção do desenvolvimento digno, saudável e protegido da sexualidade de crianças e adolescentes.

“Essa violência contra meninos e meninas ocorre tanto por meio do abuso como na exploração sexual. Crianças e adolescentes, por estarem vulneráveis, podem se tornar mercadorias e assim serem utilizadas nas diversas formas de exploração sexual como tráfico, pornografia, prostituição e turismo sexual”, explica a secretária de Bem-Estar Social, Elizabeth Bousquet. 

MOBILIZAÇÃO – Em 18 de maio de 1973, Araceli, uma menina de 8 anos, foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. A data ficou instituída como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000.


A campanha tem como símbolo uma flor, que lembra os desenhos da primeira infância e também é frágil como uma criança. O desenho proporciona maior proximidade e identificação junto à sociedade, ajudando a mobilizar para a causa. 
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE