Exército do Níger mata 57 integrantes do Boko Haram

Imagem retirada de video divulgado pelo grupo extremista
 Boko Haram mostra o líder Abubakar Shekau.
(Foto: Boko Haram/AFP)
Grupo terrorista tentou ataque fracassado a posto militar na noite de domingo.
Os recentes enfrentamentos entre o Exército do Níger e o Boko Haram em Gueskerou, no sul do país e na fronteira com a Nigéria, causaram a morte de 57 membros do grupo terrorista e a apreensão de vários armamentos em seu poder, informou o Ministério da Defesa.
Durante o ataque fracassado do grupo terrorista ao posto militar de Gueskerou na noite de domingo, 15 militares e dois civis ficaram feridos.
"Os inimigos perderam 57 elementos, um veículo 4x4, um morteiro de 60 milímetros, cinco metralhadoras, 20 AK47 e uma importante quantidade de munição", indicou a nota do órgão.
Segundo o porta-voz do Ministério, os terroristas chegaram a Gueskerou em vários veículos e fortemente armados, mas as forças nigerianas repeliram o ataque. Imediatamente depois, o Exército lançou uma série de operações aéreas e terrestres de rastreamento no Lago Chade para "capturar e eliminar os sobreviventes do grupo que tinham perpetrado o ataque".
O último ataque do Boko Haram no Níger foi em 29 de março, quando uma patrulha mista nigero-chadiana caiu em uma emboscada, na qual perderam um soldados e dez mais ficaram feridos.
Entre janeiro e março de 2017, esta seita - nascida e ativa principalmente na vizinha Nigéria - fez 15 ataques na região de Diffa, que se somam aos 22 registrados no último trimestre de 2016, segundo o Escritório local das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários.
O ataque de domingo acontece em um momento em que as autoridades de Diffa acolhem praticamente todos os meses membros de Boko Haram que declaram remorso e decidem deixar a luta no marco de um programa de desradicalização e reinserção socioeconômica dos jihadistas arrependidos.
Desde o anúncio deste programa, em dezembro do ano passado, 150 dissidentes do Boko Haram se entregaram às autoridades para se beneficiar da anistia e dos planos de reinserção prometidos pelo governo.

Por Agencia EFE
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE