Portal oferece recompensa por suspeitos de matar turista argentino

Suspeitos de agredir e matar turista argentino,
em Ipanema, são procurados. Divulgação
Matias Carena, de 28 anos, foi morto durante uma briga na saída de um bar, em Ipanema, no último domingo
O Portal dos Procurados oferece uma recompensa de R$ 1 mil por informações de cada um dos suspeitos de matar o turista argentino Matias Sebástian Carena, de 28 anos, no último domingo, na Rua Vinícius de Moraes, em Ipanema, Zona Sul do Rio. De acordo com a polícia, Júlio César Oliveira, conhecido como Godinho, de 24 anos; Thiago de Noros Lessa Filho, o Kadu, 39 anos; Valterson Ferreira Cantuaria, o Toddy Cantuaria, de 28 anos, e Pedro Henrique Marciano, o PH, de 25 anos, teriam agredido e matado a vítima em briga na saída de um bar.
Segundo as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), o argentino estava com três amigos quando se envolveu em uma confusão com um grupo de brasileiros sobre o preço do valor da conta cobrada pelo estabelecimento. O tumulto continuou do lado de fora do local e houve as agressões.
Carena, que também era jogador de futsal na Argentina, caiu no chão ao ser agredido e bateu a cabeça em um degrau de uma loja na calçada. Ele continuou sendo espancado pelos brasileiros, inclusive com uma muleta. O turista chegou a ser levado pelos amigos para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mas já chegou morto na unidade. A DH informou que a vítima teve traumatismo craniano.
Matias Carena (à direita) posa com amigo ao chegar
em aeroporto no Rio de Janeiro:  Reprodução Twitter
A polícia afirmou que Toddy Cantuária, ex-integrante do grupo de pagode fugiu para Madri, na Espanha, poucas horas após a morte do turista. Ele teria sido a pessoa que deu um soco em Carena antes da queda. A Polícia Civil já acionou a Interpol, que está à procura do suspeito. 
Inicialmente, a DH pediu a prisão temporária de três suspeitos de envolvimento no crime, que responderão pode homicídio simples. Na última quarta-feira, a Justiça expediu um mandado de prisão para Thiago Noros por homicídio qualificado.
Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos pode denunciar WhatsApp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo Facebook (inbox): www.facebook .com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou pelo aplicativo do DD. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido.
Todas as informações recebidas estarão sendo enviadas para a Delegacia de Homicídios da Capital, que está encarregada do inquérito criminal.

O DIA
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE