Exército americano enviará drones armados para Coreia do Sul

Drone Gray Eagle
(Foto: General Atomics Aeronautical/divulgação)
Medida ocorre num momento em que aumenta a preocupação pelo programa de mísseis nucleares da Coreia do Norte. 'Não é apenas para a Coreia', apontou o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.
O exército americano enviará drones armados Gray Eagle MQ-1C para a Coreia do Sul, segundo anúncio do Pentágono feito nesta segunda-fera (13), num momento em que aumenta a preocupação pelo programa de mísseis nucleares da Coreia do Norte.
O Departamento de Defesa afirmou que o envio deste tipo de dispositivo faz parte de um plano de reforço global da capacidade de drones do exército. "Não é apenas para a Coreia", apontou o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.
"Todas as divisões da infantaria" americanas deverão estar equipadas com, pelo menos, uma companhia de drones Gray Eagle. Os dispositivos Gray Eagle MQ-1C são uma variação do famoso drone americano Predator. Possuem sensores e podem carregar até quatro mísseis Hellfire para bombardear alvos.
Uma companhia de drones é formada por 128 pessoas e um número não especificado destes dispositivos, que são pilotados à distância. A companhia da Coreia do Sul será enviada "no início do ano que vem", de acordo com o porta-voz do Pentágono.
As autoridades e estrategistas americanos estão cada vez mais preocupados com os movimentos do regime de Pyongyang. A Coreia do Norte realizou em 2016 dois testes nucleares e uma série de lançamentos de mísseis, demonstrando que avança em seu objetivo de produzir uma arma nuclear.
O Conselho de Segurança da ONU condenou na semana passada por unanimidade, incluindo a China, os últimos lançamentos de mísseis. Os Estados Unidos têm 28 mil soldados na Coreia do Sul.

Por France Presse
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE