Ex-funcionário peruano do governo García é detido por caso Odebrecht

Ex-presidente peruano Alan García
(Foto: REUTERS/Guadalupe Pardo)
Juan Carlos Zevallos Ugarte teria vínculo com subornos pagos pela empreiteira brasileira no Peru.
O Ministério Público informou nesta segunda-feira (20) sobre a captura de um ex-funcionário do segundo mandato do presidente Alan García por suposto vínculo com os subornos pagos pela empreiteira Odebrecht, que reconheceu a entrega de propinas milionárias em troca de contratos, informa a agência de notícias France Presse.
"Foi preso o ex-funcionário do governo Juan Carlos Zevallos Ugarte" pelo caso Odebrecht, assinalou o MP no Twitter.
"A equipe especial do Ministério Público fez uma batida em dois imóveis [pertencentes a Zevallos] no [distrito de] La Molina pelo caso Odebrecht", afirmou em outro tuíte.
O MP levou em conta o patrimônio daquele que foi o presidente do Organismo de Supervisão de Investimento em Infraestrutura de Transporte durante o segundo mandato de García.
Segundo o jornal "El Comercio", Zevallos tem diversos terrenos em seu nome e comprou um imóvel avaliado em mais de US$ 400 mil.
Suborno em 12 países
A Odebrecht admitiu perante a Justiça dos Estados Unidos que entregou US$ 29 milhões entre 2005 e 2014 no Peru para vencer a licitação para obras públicas, em um período que compreende os governos de Alejandro Toledo (2001-2006), Alan García (2006-2011) e Ollanta Humala (2011-2016).
Na última década, a construtora brasileira conquistou contratos de 12 bilhões de dólares no Peru. A construtora confessou a prática de suborno em 12 países da América Latina.

Por G1
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

PATROCINADOR

PUBLICIDADE