Irmãos carbonizados em Macaé não andavam e nem falavam, confirma Conselho Tutelar | Rio das Ostras Jornal

Irmãos carbonizados em Macaé não andavam e nem falavam, confirma Conselho Tutelar


Incêndio deixou duas crianças mortas em Macaé
 (Foto: Reprodução Inter TV)
Segundo testemunhas, incêndio em Macaé ocorreu antes da cuidadora chegar em casa. Polícia Civil fez perícia durante a tarde. Vídeo mostra vizinho tentando acessar o terceiro andar, atingido pelo fogo, e onde estavam um menino, de 8 anos, e uma adolescente, de 14.
Um menino de 8 anos e uma adolescente de 14, que morreram carbonizados no bairro Ajuda de Baixo, em Macaé, no interior do Rio, na manhã desta quinta-feira (5), eram deficientes. Os irmãos tinham paralisia e eram mudos, conforme confirmou o Conselho Tutelar, que acompanha o caso. A Polícia Civil também esteve no local para a perícia.
Um vídeo mostra o desespero de vizinhos tentando acessar o terceiro andar do imóvel, onde as crianças estavam. Testemunhas disseram que tudo aconteceu entre a saída do pai das crianças e a chegada da cuidadora no local.
"Eu só sei que eu ouvi gritos da pessoa que estava cuidando, da babá. Ela gritava por socorro e por ajuda com um desespero muito grande. Da minha varanda dá pra olhar lá pra cima e ver a janela. Quando eu olhei a janela, a fumaça já tinha tomado conta da rua e tava saindo muita fumaça preta pela janela. Foi aí que eu vi que a coisa tava séria", disse a vizinha, Genir da Cunha.
Corpo de bombeiros foi ao local onde crianças morreram
carbonizadas em Macaé (Foto: Notícias Macaé/Divulgação)
Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. Segundo a perícia, uma análise detalhada está sendo feita para verificar o que provocou o incêndio.
"Foram coletados todos os vestígios do local. A partir da análise das fotos e dos dados que foram coletados, a gente vai gerar um laudo indicando onde se deu o início, a causa mais provável do incêndio. É possível que tenha começado pela tomada. É a linha mais razoável que tem. Que o início [do incêndio] tenha se dado no quarto onde estavam as crianças e se alastrou pelo resto da edificação. Mas será feita uma análise mais pormenorizada baseada nas fotos e baseada naquilo que foi coletado para chegar a uma definição", afirma Leonardo Costa, perito criminal .
Por Inter TV RJ, Região dos Lagos

Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.