Temer diz ter 'quase certeza absoluta' de 'sucesso' na Câmara

© Foto: Dida Sampaio/Estadão Presidente afirma estar
 'animadíssimo' e não triste diante do cenário atual
BRASÍLIA - Em entrevista à rádio BandNews nesta segunda-feira, 3, o presidente Michel Temer disse ter confiança de que a Câmara dos Deputados irá rejeitar o pedido de abertura de investigação contra ele. "Estarei muito obediente àquilo que a Câmara decidir. Há 363 indecisos, são aqueles que darão seu voto no último momento. Os que são contra dizem logo que são contra. Tenho esperança, quase certeza absoluta, de que teremos sucesso na Câmara".
O presidente reiterou o que sua defesa tem dito desde que a Procuradoria-Geral da República ofereceu denúncia contra o peemedebista ao Supremo Tribunal Federal: "Desde logo, vemos a inépcia da denúncia. A denúncia é fragil e inconsistente. Quando a Câmara tomar conhecimento  da defesa que será feita, defesa que será uma mera explicação. Quando a Câmara tomar conhecimento da defesa, verá que a votação necessária para processar a denúncia não se dará".
A entrevista durou menos de 5 minutos e foi tratada como uma "ligação espontânea do presidente". O apresentador Reinaldo Azevedo avisou que não perguntaria sobre a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima porque "o presidente não é do Ministério Público".
Azevedo questionou o presidente sobre o seu estado de ânimo diante de notícias de que Temer estaria triste. "Você sabe que eu estou animadíssimo. Essas coisas me vitalizam. Eu li em uma coluna que estava abatido, que minha família estava abatida. Será que o meu cachorro está abatido? Isso é realmente irreal. Estou cada vez mais animado", afirmou.
Para justificar "a animação", o presidente elencou o que considera sinais da recuperação do País. "As reformas estão indo adiante, a inflação está caindo. Hoje mesmo temos dados novos. A CNI divulgou uma pesquia que mostra que a venda das fabricas brasileiras aumentou 5,5% em maio. A capacidade instalada da industria está em 77,4%. Na área do comércio exterior, tivemos em junho o melhor resultado da série histórica. As exportações cresceram 24% em comparação com junho passado. O Brasil não para, o Brasil continua. Estamos certos do que estamos fazendo, no campo ético e no moral".
Azevedo criticou, mas não questionou o presidente, sobre a participação do ministro Rodrigo Janot em congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). O apresentador também afirmou que a cobertura da mídia em relação às denúncias contra o presidente tem "cárater golpista". Temer encerrou dizendo que não diria nada e mandou "um grande abraço". / GILBERTO AMENDOLA

Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE