Rodoviários protestam contra projeto de lei que cria 'táxi compartilhado' em Araruama, no RJ

Projeto criado pela Prefeitura foi aprovado pela Câmara e cria táxis que funcionam 'de ponto a ponto'.
Rodoviários fazem um protesto na manhã desta terça-feira (20) contra o projeto de lei que cria o "táxi compartilhado ponto a ponto" em Araruama, na Região dos Lagos do Rio. O projeto chegou à Câmara no dia 30 de maio, e foi aprovado na sessão de 13 de junho após passar por análise de uma comissão de advogados da Casa. O projeto retornou à Prefeitura, autora do projeto, para ser sancionado.
Os manifestantes saíram em passeata da rodoviária de Araruama em direção à Prefeitura, onde gritam palavras de ordem, com cartazes e faixas. A prefeita Livia Belo criou o projeto após decisão judicial que obriga o município a coibir a circulação do transporte clandestino, conhecido como "lotada". Segundo o projeto, Araruama passaria a ter um táxi para cada 2.000 habitantes.
Segundo os manifestantes, a medida ameaça o emprego de 300 profissionais rodoviários que atuam na cidade, entre motoristas de vans e de ônibus.
"O táxi já existe em várias cidades do país, como Belo Horizonte (MG), São Paulo Capital, Belém etc. além de inúmeras cidades do mundo [...] visa aumentar o fluxo de véiculos nas ruas e incentivar o uso de transporte público com tarifa previamente aprovada pelo Poder Executivo", diz o projeto de lei.
"A medida da Prefeitura vai liberar tudo, carros, vans, carroças, bicicletas, motocicletas, simplesmente qualquer um vai poder fazer transporte de passageiros. Com a crise no setor de transporte, teremos demissões entre os rodoviários. Além disso, o transporte irregular não presta contas a ninguém, não é fiscalizado, não oferece garantias aos passageiros e constitui verdadeira ameaça às pessoas", afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (SINTRONAC), Rubens dos Santos Oliveira.
A produção da Inter TV entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Araruama e aguarda um posicionamento sobre o protesto dos rodoviários e sobre a sanção do Executivo em relação ao projeto.

Por G1, Araruama
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE