'Rio na Rua' leva 24 semanas de grafite e música gratuita para cariocas

Mc Grafiteiro é uma das atrações do Rio na Rua
(Foto: Marcos Serra Lima/ G1)
Projeto vai ocupar espaços boêmios da cidade para levar opções culturais nos fins de tarde. Objetivo é estimular arte urbana e 'aquecer' cariocas para verão.
Apesar de o inverno ter começado, são os preparativos para o verão carioca que estão a todo vapor na Cidade Maravilhosa. O projeto “Rio na Rua” vai ocupar espaços boêmios já conhecidos da cidade para levar opções culturais nos fins de tarde. O objetivo é estimular a arte urbana e “aquecer” os cariocas para o verão.
Ao todo, 24 artistas cariocas irão expor seus trabalhos semanalmente na ação. Até o dia 2 de dezembro, um artista por semana fará uma obra imprimindo seu estilo sobre algo que ele julga traduzir o espírito do verão carioca. No fim, uma exposição reunirá as obras produzidas ao longo do evento.
Entre os nomes confirmados estão Felipe Guga, BR Bogosian, Di Couto, Airá OCrespo, Toz e Marcelo Ment. O projeto passará por vários pontos de encontro dos cariocas como Praça Varnhagen, Nelson Mandela, Lapa, Praça São Salvador e Barra da Tijuca. As atividades serão sempre gratuitas.
O G1 foi até Santa Teresa, no Centro do Rio, conversar com o grafiteiro e cantor Airá OCrespo, conhecido como Mc Grafiteiro. Ele será uma das atrações do Rio na Rua e contou um pouco de sua relação com a arte. Assíduo de eventos urbanos, ele afirmou que enxerga a arte como instrumento educador das pessoas.
“Eu procuro muito passar mensagens de reflexão, coisas que possam sensibilizar as pessoas. Eu acho que a arte tem essa capacidade de tocar os sentimentos, sensibilizar e fazer até as pessoas se educarem através dela. Para mim, a arte é um instrumento de educação muito forte. Eu procuro primar por isso quando estou criando algo. Sempre tem um contexto educativo, uma mensagem social e humanitária”, disse o artista.
Ao comentar sobre a relação do Rio de Janeiro com o grafite, Airá OCrespo afirmou que as artes visuais dão vida à cidade. Para ele, o casamento entre grafite e a Cidade Maravilhosa é perfeito.
“O Rio é um lugar despojado, descontraído e a arte de rua é totalmente assim. De alguma maneira ela ocupa a cidade, ilustra, dá vida, embeleza. O Rio já tem essa vocação natural pela beleza da cidade em si. O grafite é uma estampa perfeita para os muros do Rio”.
Agenda dos próximos 'Rio na Rua':
  • 29/06 Tom Rezende e BR Bogosian – Baixo Gávea
  • 06/07 Los Vitaleros e Di Couto – Baixo Gávea
  • 13/07 Bianca Chami e Airá OCrespo – Baixo Gávea

Por Matheus Rodrigues, G1 Rio
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE