Orçamento Participativo de Rio das Ostras reúne população em Nova Esperança

Nos encontros com moradores, principais demandas levantadas são Segurança, Iluminação Pública, Saneamento Básico e Limpeza de Ruas

O Setor D, que abrange a localidade de Nova Esperança, é o próximo a participar da reunião setorial do Programa de Orçamento Participativo em Rio das Ostras. O encontro com moradores e membros do Conselho Municipal de Planejamento e Orçamento Participativo acontece nesta quinta-feira, dia 11, às 18h, no Colégio Professora América Abdalla.

Segundo o presidente do Conselho do OP, Pablo Medeiros, a participação da população vem crescendo cada vez mais. Na última reunião, realizada no Setor C, na Fundação Rio das Ostras de Cultura, cerca de 120 moradores das localidades que compõem o setor participaram do encontro.

Ainda de acordo com Pablo, as principais demandas identificadas nas reuniões setoriais realizadas até então, são referentes à Saneamento Básico, Segurança Pública, Iluminação Pública e Limpeza de Ruas. Ele ressaltou que é muito gratificante ver a participação da sociedade civil. 

“A presença da população na reunião vem dando credibilidade ao Conselho de Orçamento Participativo. São muitas as solicitações e esses encontros são fundamentais para construirmos uma base mais forte de relação com o poder público, ajudando a decidir as prioridades de investimentos no Município”, destacou o presidente do Conselho.

APOIO DOS CONSELHOS - A subsecretária de Planejamento de Rio das Ostras, Rosemarie Teixeira, que vem participando de todas as reuniões do Orçamento Participativo, disse que tem recebido com muita satisfação esses novos encontros do OP de Rio das Ostras.

Ela destacou que a atuação dos conselheiros tem sido primordial para o sucesso das reuniões.

“Esse trabalho do Conselho vem a somar muito. Tivemos um período em que essas reuniões ficaram desassistidas e não ocorreram. Esse ano, por exemplo, também criaram uma rede de comunicação para convidar os moradores. Estamos agora reeducando a população para estar conosco presencialmente. Criamos a versão do OP Online, mas entendemos que essa participação presencial é de suma importância para nosso trabalho”, frisa Rosemarie.

Outro ganho, segundo a subsecretária de Planejamento, é a participação dos conselheiros do poder público que são técnicos e que conseguem passar esclarecimentos importantes aos moradores quanto às reinvindicações.


“Estamos construindo uma participação cada vez melhor. O setor C, por exemplo, que abrange a região do Centro, Boca da Barra e Novo Rio das Ostras, sempre teve uma participação bem humilde. As pessoas não iam as reuniões e, para nossa surpresa, na última semana foi um sucesso. Vislumbramos agora um ano muito produtivo para o Programa de Orçamento Participativo amplo, pelo qual chamamos o nosso OP adulto”, concluiu.   
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE