Novo alvo de grupos da direita, Gilmar Mendes ganha versão de Pixuleco

Boneco de Gilmar Mendes© 
Alvo preferencial de movimentos e partidos de esquerda, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que foi indicado ao cargo pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), também passou a ser atacado por grupos de direita que defendem a Operação Lava Jato. Nesta terça-feira, um boneco inflável com a imagem do ministro — à la Pixuleco, boneco do ex-presidente Luiz inácio Lula da Silva vestido como presidiário — será enchido na frente do STF, em Brasília, como protesto por ele ter decidido soltar o empresário Eike Batista e por ter votado a favor da liberdade do ex-ministro José Dirceu, do pecuarista José Carlos Bumlai e do ex-tesoureiro do PP João Cláudio Genu. Na imagem, Mendes aparece com a toga do STF e uma estrela do PT no peito.
Para não precisar fazer um novo boneco, o movimento NasRuas, liderado por Carla Zambelli, reaproveitou o corpo de um boneco de 13 metros de altura do ministro Teori Zavascki, ex-relator da Lava Jato que morreu num acidente aéreo em janeiro deste ano (confira abaixo). Na época, ele era criticado por ter mandado o juiz Sergio Moro enviar as investigações envolvendo Lula para o STF. Agora, o movimento decidiu trocar a cabeça de Teori pela de Gilmar e o nome de Teoreco para Gil-lax (em referência ao medicamente que solta o intestino).
 “Ele não estava sendo criticado antes porque não era um dos piores — tinha o Dias Toffoli e o Ricardo Lewandowski. Mas dessa vez ele escancarou a total falta de incoerência e ética. Não adianta nada o Moro prender e o STF soltar”, diz Carla Zambelli. Segundo ela, o ajuste custou 4.000 reais ao grupo, que levanta dinheiro em vaquinhas virtuais — um exemplar novo sairia por 12.000 reais. A versão antiga tinha mais duas cabeças — a de Lula e Dilma Rousseff (PT). No novo inflável, Dilma foi substituída por Dirceu e Lula foi mantido.
O protesto no STF será um dos atos organizados pelo grupo nesta semana em favor da Operação Lava Jato, cujo evento mais aguardado será o depoimento de Lula na quarta-feira. O NasRuas acatou apelo do juiz e desistiu da carreata que faria de São Paulo a Curitiba para acompanhar o interrogatório. No lugar, vai realizar atos menores em diversas capitais do país.
Além do de Gilmar, o grupo também inflará no STF o boneco de Levandowski. Os manifestantes também tinham o inflável do Dias Toffoli, mas o perderam em uma de suas exibições em protestos pelo Brasil. “Nós temos ele [Toffoli] desde 2015, mas como ele começou a tomar algumas decisões acertadas, nós paramos de usá-lo”, disse Carla.

VEJA.com
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE