Delegado da PF que investigava morte de Teori Zavascki é morto em SC

© Dida Sampaio/Estadão O ministro do Supremo Tribunal Federal,
Teori Zavaski durante sessão de abertura do Ano Judiciário
de 2015, no STF
FLORIANÓPOLIS - Dois delegados da Polícia Federal, um deles responsável pela investigação da morte do ministro Teori Zavascki, foram assassinados em uma casa noturna em Florianópolis. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 31, na chamada Portinha Azul, no bairro Estreito.
Segundo informações de alguns clientes que não quiseram se identificar, os delegados se desentenderam com um terceiro cliente, que é proprietário de uma barraca de cachorro-quente na região, o Milton Dogg. Houve trocas de tiros. Os delegados morreram e o empresário foi encaminhado ferido para o hospital.
Elias Escobar, 60 , e Adriano Soares, 47 , atuavam no Rio de Janeiro e estavam na cidade para um curso da instituição.
Em janeiro deste ano, Soares foi designado para investigar o acidente aéreo que matou o ministro Teori Zavascki e mais quatro pessoas em Paraty, no RJ. Ele tinha 18 anos de carreira. Já Escobar era chefe da Polícia Federal em Niterói.

Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE