Macaé inicia vacinação contra gripe H1N1 na segunda-feira, 17

O objetivo, segundo o município, é reduzir as complicações,
as internações e a mortalidade decorrentes das infecções
pelo vírus da influenza. 
Segundo a Prefeitura, 50 mil doses serão aplicadas em 35 unidades de saúde, de 8h a 16h.
A campanha de vacinação contra a gripe H1N1 começa na segunda-feira (17) em Macaé, no interior do Rio. Segundo a Prefeitura, serão cerca de 50 mil doses em 35 unidades de saúde, de 8h às 16h. A meta da Prefeitura é vacinar, até o dia 26 de maio, 90% dos grupos entre crianças menores de cinco anos, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.
O objetivo, segundo o município, é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza. O "Dia D" está marcado para 13 de maio. Para receber a vacina, o paciente com doenças crônicas precisa apresentar prescrição médica, como receituário ou encaminhamento - cópia e original - na hora da vacinação.
A doença
A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.
De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Ana Paula Dal-cin, a síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga, é a manifestação mais comum. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização. Nesta situação, denominada Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), é obrigatória a notificação às autoridades de saúde.
O período de incubação do vírus influenza varia entre um e quatro dias. Os sinais e sintomas da doença são muito variáveis, podendo ocorrer desde a infecção assintomática, até formas graves.
A complicação da influenza que leva à hospitalização e à morte é a pneumonia, causada pelo próprio vírus ou por infecção bacteriana.
Contraindicações
A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores bem como a qualquer componente da vacina ou alergia comprovada grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. Em doenças agudas febris moderadas ou graves recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.
Grupos prioritários para a vacinação
- Crianças de seis meses a menores de cinco anos: todas as crianças que receberam uma ou duas doses da vacina influenza sazonal em 2016 devem receber apenas uma dose em 2017;
- Também deve ser considerado o esquema de duas doses para as crianças de seis meses a menores de nove anos que serão vacinadas pela primeira vez, devendo-se agendar a segunda dose para 30 dias após a primeira dose;
- Gestantes: todas as gestantes em qualquer idade gestacional;
- Puérperas: todas as mulheres no período até 45 dias após o parto estão incluídas no grupo alvo de vacinação;
- Trabalhador de Saúde: todos os trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade;
- Indivíduos com 60 anos ou mais de idade deverão receber a vacina influenza;
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas deverão receber a vacina influenza;
- População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional;
- Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independente da idade. É necessário levar prescrição médica;
Unidades de saúde
1 - Casa da Vacina;
2 - Pronto Socorro Aeroporto;
3 - Ajuda A- (Rua nove s/n°);
4 - Ajuda B (Estrada do Incra s/n°);
5 - Ajuda C (Rua Projetada 1 s/n°);
6 - Aroeira (Rua Eucaliptos 184);
7 - Aterrado do Imburo (Rua Principal s/n°);
8 - Barra A/B (Rua Calixto Fernandes das Neves, 355);
9 - Barra B (Rua Calixto Fernandes das Neves, 355);
10 - Barreto (Rua dois s/nº);
11 - Botafogo (Rua Lelita Sales, s/nº);
12 - Cajueiros (Rua Marcial Alves Moreira 51);
13 - Campo do Oeste (Av. Venezuela 132);
14 - Engenho da Praia (Av. Lagomar 122);
15 - Fronteira A/B (Rodovia Amaral Peixoto s/nº);
16 - Horto (Estrada do Horto);
17 - Lagomar A (Av. Quissamã s/nº);
18 - Lagomar B/C (Rua w18);
19 - Malvinas A/C (Rua Maria José Mahon Santos n° 1500);
20 - Malvinas B (R. Principal 656);
21 - Morro de São Jorge (Rua Abílio Corrêa Borges 182);
22 - Nova Esperança A/B (Rua São Mateus s/n°);
23 - Nova Holanda A/B (Rua nove s/nº);
24 - Praia Campista (Rua Luiz Lírio do Vale 158);
25 - Virgem Santa (Rua Estrada Virgem Santa s/n°);
26 - Visconde de Araújo;
27 - Clínica da Família Imbetiba;
28 - Areia Branca;
29 - Bicuda Pequena;
30 - Bicuda Grande;
31 - Córrego do Ouro A/B (Av. Miguel Peixoto Guimarães s/n°);
32 - Frade;
33 - Glicério (Rua Arquiteto Luiz Pinto s/n°);
34 - Sana (Rua Principal s/n°);
35 - Trapiche (Rua Comandante Gerson s/n°).


Por G1, Macaé
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

PATROCINADOR

PUBLICIDADE