Escolas de Cabo Frio aderem à paralisação contra reformas trabalhista e previdenciária

Manifestação acontece na Praça Porto Rocha, em Cabo Frio
(Foto: Marcelo Christian/Inter TV)
Transporte e comércio não são afetados pelo movimento nacional iniciado nesta sexta-feira (28); ato acontece em praça no Centro.
A paralisação dos trabalhadores, movimento nacional contra as reformas trabalhistas, previdenciárias e de terceirização propostas pelo Governo Federal, deixa três escolas municipais de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, sem aulas na manhã desta sexta-feira (28). Profissionais do Sindicato dos Profissionais da Educação, dos Profissionais da Saúde, dos Servidores, dos Bancários e representantes do movimento estudantil fizeram um ato na Praça Porto Rocha, no Centro, e chegaram a interditar a Ponte Feliciano Sodré por 10 minutos. O G1 não conseguiu contato com o sindicato dos bancários, mas agências estão de portas fechadas na cidade.
Segundo a Secretaria de Educação, a adesão à paralisação nas escolas fica a cargo de cada funcionário das 87 unidades da rede. Segundo o Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe), as atividades são afetadas em 84 unidades.
Em nota enviada às 8h24, a Secretaria de Educação informou que os funcionários das escolass municipais Justiniano de Souza, no bairro Botafogo, Prof. Achilles Almeida Barreto, no Porto do Carro e Professora Catharina Silveira Cordeiro, no Monte Alegre, aderiram ao ato.
O ato contra as reformas trabalhista e previdenciária começou às 9h. Os manifestantes fizeram bloqueios temporários no semáforo da avenida para estender uma faixa com as reivindicações. Agentes em duas viaturas da PM acompanham o protesto.
Segundo os organizadores, cerca de 80 pessoas estão reunidas com carros de som e faixas. A Polícia Militar não divulgou o quantitativo de pessoas no protesto.
Por volta de 11h10, cerca de 40 manifestantes interditaram a Ponte Feliciano Sodré por cerca de 10 minutos, de acordo com a Polícia Militar. O grupo segue pela Avenida Julia Kubitschek em direção à Rodoviária. Quinze policiais militares acompanham o ato, que interdita a pista da direita da avenida.
Fechamento da Ponte Rio-Niterói afeta chegada dos ônibus de Cabo Frio
Os ônibus que fazem a linha de Cabo Frio X Rio de Janeiro tiveram atrasos de uma hora e meia na manhã desta sexta-feira na chegada à Rodoviária Novo Rio. Segundo a assessoria da Auto Viação 1001, o problema com as linhas que saíram do Terminal Alex Novelino por volta das 5h foram causados pelo fechamento da Ponte Rio-Niterói, entre 6h e 7h30, devido a manifestação contra as reformas trabalhista e previdenciária. A situação foi normalizada depois que a via foi reaberta.
De acordo com Auto Viação 1001, já no Rio, alguns passageiros que estavam sem mala no bagageiro desceram do coletivo antes de chegar à rodoviária. Não há congestionamento na RJ-124, acesso à Região dos Lagos.

Por Paulo Henrique Cardoso, G1, Cabo Frio
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

PATROCINADOR

PUBLICIDADE