Escolas de Cabo Frio aderem à paralisação contra reformas trabalhista e previdenciária

Manifestação acontece na Praça Porto Rocha, em Cabo Frio
(Foto: Marcelo Christian/Inter TV)
Transporte e comércio não são afetados pelo movimento nacional iniciado nesta sexta-feira (28); ato acontece em praça no Centro.
A paralisação dos trabalhadores, movimento nacional contra as reformas trabalhistas, previdenciárias e de terceirização propostas pelo Governo Federal, deixa três escolas municipais de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, sem aulas na manhã desta sexta-feira (28). Profissionais do Sindicato dos Profissionais da Educação, dos Profissionais da Saúde, dos Servidores, dos Bancários e representantes do movimento estudantil fizeram um ato na Praça Porto Rocha, no Centro, e chegaram a interditar a Ponte Feliciano Sodré por 10 minutos. O G1 não conseguiu contato com o sindicato dos bancários, mas agências estão de portas fechadas na cidade.
Segundo a Secretaria de Educação, a adesão à paralisação nas escolas fica a cargo de cada funcionário das 87 unidades da rede. Segundo o Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe), as atividades são afetadas em 84 unidades.
Em nota enviada às 8h24, a Secretaria de Educação informou que os funcionários das escolass municipais Justiniano de Souza, no bairro Botafogo, Prof. Achilles Almeida Barreto, no Porto do Carro e Professora Catharina Silveira Cordeiro, no Monte Alegre, aderiram ao ato.
O ato contra as reformas trabalhista e previdenciária começou às 9h. Os manifestantes fizeram bloqueios temporários no semáforo da avenida para estender uma faixa com as reivindicações. Agentes em duas viaturas da PM acompanham o protesto.
Segundo os organizadores, cerca de 80 pessoas estão reunidas com carros de som e faixas. A Polícia Militar não divulgou o quantitativo de pessoas no protesto.
Por volta de 11h10, cerca de 40 manifestantes interditaram a Ponte Feliciano Sodré por cerca de 10 minutos, de acordo com a Polícia Militar. O grupo segue pela Avenida Julia Kubitschek em direção à Rodoviária. Quinze policiais militares acompanham o ato, que interdita a pista da direita da avenida.
Fechamento da Ponte Rio-Niterói afeta chegada dos ônibus de Cabo Frio
Os ônibus que fazem a linha de Cabo Frio X Rio de Janeiro tiveram atrasos de uma hora e meia na manhã desta sexta-feira na chegada à Rodoviária Novo Rio. Segundo a assessoria da Auto Viação 1001, o problema com as linhas que saíram do Terminal Alex Novelino por volta das 5h foram causados pelo fechamento da Ponte Rio-Niterói, entre 6h e 7h30, devido a manifestação contra as reformas trabalhista e previdenciária. A situação foi normalizada depois que a via foi reaberta.
De acordo com Auto Viação 1001, já no Rio, alguns passageiros que estavam sem mala no bagageiro desceram do coletivo antes de chegar à rodoviária. Não há congestionamento na RJ-124, acesso à Região dos Lagos.

Por Paulo Henrique Cardoso, G1, Cabo Frio
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE