Delações apontam irregularidades em metade dos estádios da Copa

© Reuters Construtoras acertaram valores de licitações com
 políticos e levaram vantagem em pelo menos um dos contratos
As delações da Odebrecht apontam irregularidades em metade dos 12 estádios de futebol construídos para a Copa de 2014.
As obras no Maracanã, no Rio de Janeiro, no Mané Garrincha, em Brasília, na Arena Pernambuco, em Recife, no Arena Castelão, em Fortaleza, e na Arena da Amazônia, em Manaus, são alvo de investigação da Lava Jato.
Além destes, um inquérito relacionado à Arena Corinthians segue em sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF).
Em pelo menos quatro Estados, as construtoras acertaram valores de licitações com políticos, sendo que cada uma, segundo os delatores, levou vantagem em pelo menos um dos contratos. Além da Odebrecht, Delta, Andrade Gutierrez e a Carioca Engenharia foram beneficiadas.
Após o depoimento dos executivos da empreiteira, de acordo com informações do portal G1, petições envolvendo os estádios citados devem ser encaminhadas, pelo relator da Lava Jato no Supremo, Luiz Fachin, a outras instâncias. O pedido foi feito pela Procuradoria-Geral da República.

Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE