Governo da Colômbia e ELN vão anunciar acordo para retirada de minas

Exército de Libertação Nacional (ELN) apresenta soldado
 colombiano que foi sequestrado, em imagem de arquivo
(Foto: Daniel Martinez / AFP)
Anúncio foi feito pelo guerrilheiro Pablo Beltrán em entrevista a uma rádio local.
O governo da Colômbia e o ELN, única guerrilha ativa no país, vão anunciar em 7 de abril um acordo sobre a retirada de minas terrestres no contexto das negociações de paz em Quito, informou nesta quinta-feira (30) o chefe negociador dos rebeldes.
"Em 7 de abril (...) talvez estaremos organizando operações para a retirada de minas em diversas regiões. Houve esse clamor e nós o ouviremos. Esse será um dos acordos", afirmou o líder guerrilheiro Pablo Beltrán à Caracol Rádio.
Criada em 1964 e inspirada na revolução cubana e na teologia da libertação, a ELN é a única guerrilha ativa na Colômbia com quase 1.500 combatentes, de acordo com números oficiais.
A Colômbia, que implementa o acordo assinado com as Farc em novembro, tenta acabar com um violento conflito interno que envolveu guerrilhas, paramilitares e agentes do Estado, com um balanço de 260 mil mortos, 60 mil desaparecidos e 6,9 milhões de deslocados.

Por France Presse
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

PATROCINADOR

PUBLICIDADE