Após Carne Fraca, ministro afirma que Temer deu aval para demissões

© Reuters Diário Oficial da União deve trazer, nesta segunda-feira (20),
a exoneração de superintendentes da Agricultura envolvidos no esquema
Após a realização da Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal, na última sexta-feira (17), o Diário Oficial da União deve trazer, nesta segunda-feira (20), a exoneração de superintendentes da Agricultura de Goiás, Julio Carneiro , e do Paraná, Gil Bueno.
Eles estão envolvidos na venda de carnes adulteradas no mercado interno e externo, feitas pelas gigantes do setor - JBS, dona das marcas Seara, Swift, Friboi e Vigor, e a BRF, que detém Sadia e Perdigão.
De acordo com o blog da Andréia Sadi, do portal G1, o ministro Blairo Maggi confirmou, neste domingo (20), que o presidente Michel Temer deu o aval para que ele promova demissões de indicados políticos no Ministério da Agricultura.
Na sexta, 33 fiscais envolvidos no esquema foram afastados. Eles são suspeitos de fiscalização irregular de frigoríficos e de liberar licenças fora dos padrões sanitários.
"Eu disse a Temer que, neste momento, vamos fazer as mudanças que devem ser feitas independentemente de vontade ou acordo político. Não tem como continuar do jeito que está. O presidente deu carta branca", disse o ministro.

Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE