Encontro Nacional de Mangalarga Marchador de 19 a 22 de março em Campos dos Goytacazes

Além da competição de cavalos mangalarga marchador, o evento também promoverá leilão de animais e leilão de coberturas (sêmen).

Começa no dia 19, em Campos, a décima sétima edição do ENMERJ (Encontro Nacional de Mangalarga Marchador do Estado do Rio de Janeiro). O evento acontecerá na Fundação Rural de Campos até o dia 22, e reunirá cerca de 200 cavalos de vários estados brasileiros. A mostra competitiva na cidade se destaca entre as cinco maiores do setor de equicultura do país.

 De acordo com os organizadores, o evento movimentará mais de R$1 milhão em negócios, e injetará cerca de outros R$1 milhão na economia local nas áreas de hotelaria, gastronomia, comércio e serviços. Genuinamente brasileira, a raça mangalarga marchador reúne no país a maior população de cavalos das Américas, com mais de um milhão de exemplares.

Além da competição de cavalos mangalarga marchador, o evento também promoverá leilão de animais e leilão de coberturas (sêmen). Os grandes e melhores garanhões são bastante cobiçados, e as coberturas podem valer a partir de R$1,5 mil e chegar a valores altíssimos devido á qualidade genética dos animais. A partir de R$3 mil, é possível adquirir potros da raça, sendo que os cavalos melhores avaliados podem alcançar até R$2 milhões. Trata-se de um mercado em franca expansão que, em algumas circunstâncias e regiões do país, chegam a superar o setor da agropecuária.

Considerado um cavalo versátil e ágil, além de rentável e comercialmente viável, o mangalarga marchador é um dos preferidos dos criadores do Brasil. Só no município de Campos, o setor de equicultura reúne 40 criadores que geram em média 160 empregos diretos e outras centenas de empregos indiretos com a prestação de serviços de fornecedores de equipamentos, alimentos, produtos de beleza e medicações, entre outros.
Em 2013, o carnaval carioca deu destaque à trajetória do mangalarga no Brasil, e a escola Beija-Flor conquistou o vice-campeonato. Segundo o Núcleo dos Criadores do Cavalo Mangalarga de Campos, vinculado à Associação Brasileira, o estado do Rio de Janeiro reúne cerca de 800 criadores e é o maior do país em número de investidores. Já em Minas Gerais está a maior concentração de cavalos da raça mangalarga marchador. 

Participam da competição em Campos, animais de altíssimo nível vindos também dos estados de Minas Gerais, do Espírito Santo, São Paulo e Bahia. O ENMERJ é uma importante etapa classificatória para o campeonato nacional que costuma ser realizado em julho, em Belo Horizonte (MG).  A seletiva em Campos segue os padrões de competição que avalia a morfologia (estrutura e beleza) dos cavalos, além de sua capacidade de marcha e desempenho. Ao todo, são 16 categorias diferentes que serão julgadas.

Os organizadores do ENMERJ preveem distribuição de prêmios em dinheiro e sorteios de motocicletas para expositores, criadores e peões, além de troféus, medalhas e certificados. Também está prevista uma homenagem ao empresário capixaba Newton Stuzineck, um dos mais premiados e antigos criadores de mangalarga marchador do país.

Programação Prevista (sujeita à alterações).

19/03 (quarta-feira) - Chegada dos Animais no Parque de Exposições da Fundação Rural de Campos.
20/03 (quinta-feira) - 9h às 21h - Durante o dia julgamento de morfologia, e no fim de tarde e à noite julgamento de marcha de potros e cavalos.
21/03 (sexta-feira) - 9h às 21h - Durante o dia julgamento de morfologia, e no fim de tarde e á noite julgamento de marcha de potras e éguas.

22/03 (sábado) - 9h às 21h - Julgamento das melhores seletivas por categorias, leilões de cavalos e de coberturas, julgamento final de marchas e premiações. 
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

PATROCINADOR

PUBLICIDADE