Bombeiros orientam sobre os perigos de mergulhar em mar de ressaca | Rio das Ostras Jornal

Bombeiros orientam sobre os perigos de mergulhar em mar de ressaca

Outro cuidado extra dos guarda-vidas é com a
vigilância em mirantes e pedras. 

As praias do Rio estão com o mar agitado e, segundo os serviços de meteorologia, essa situação deve se estender até sexta-feira (13/7). Mesmo para quem está acostumado a mergulhar nas praias cariocas, seguem algumas orientações do Corpo de Bombeiros para que ninguém corra riscos desnecessários.

O primeiro deles é sempre procurar o guarda-vidas para se informar do real perigo naquele momento. Se o mar estiver perigoso para mergulhar, o banhista deve avaliar se realmente há a necessidade de entrar na água. Em períodos de mar agitado, os guarda-vidas sempre sinalizam, com bandeiras vermelhas, as áreas da praia onde ocorrem correntes de retorno – popularmente conhecidas como valas, que pela força do empuxo da água dificultam a saída do banhista do mar.

Outro cuidado extra dos guarda-vidas é com a vigilância em mirantes e pedras. Nessa época, muitas pessoas gostam de observar ou registrar, de locais mais altos, as ondas se chocarem contra as pedras ou quebra-mares. O problema é que a maré pode subir e a pessoa ser surpreendida com uma onda mais violenta, caindo na água e correndo o risco de se afogar.

De uma maneira geral, os banhistas que mais se arriscam no mar agitado e se expõem ao perigo são homens jovens.

Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.