Rio das Ostras retoma serviço de referência em tratamento de pequenas cirurgias

Equipe atende paciente no ambulatório de lesões dérmicas.
Cerca de 200 pessoas devem ser atendidas por mês.
Fotos:  Mauricio Rocha / Divulgação / Arte ROjornal
Prefeitura reestruturou ambulatório, que ganhou nova equipe, materiais e sala no Centro de Saúde de Nova Cidade.

A Secretaria de Saúde de Rio das Ostras retomou nesta sexta, dia 19 de maio, o atendimento do ambulatório de Lesões Dérmicas, referência no Município para tratamento deste tipo de agravo, que pode ser causado por doenças ou acidentes. O serviço ganhou uma nova equipe técnica, materiais e ainda uma sala de pequenas cirurgias, funcionando no Centro de Saúde de Nova Cidade.

Na inauguração do novo ambulatório, com a participação dos pacientes, servidores e gestores da Saúde, a secretária da Pasta, Rosimeri Azevedo, lembrou a importância do investimento na Atenção Básica como forma de promover a saúde da população e prevenir doenças. O serviço pôde ser reestruturado graças à aquisição de materiais e contratação de profissionais.

“Estamos superando os desafios para oferecer a qualidade de serviços que a população merece e necessita. Estamos, aos poucos, obtendo importantes conquistas, uma delas é a retomada deste ambulatório. Atenção Básica é nossa prioridade e vamos lutar por ela todos os dias”, disse a secretária.  

AMBULATÓRIO - A coordenadora do ambulatório, a enfermeira Ana Carolina Palermo, explica que o serviço é importante porque padroniza o tratamento das lesões. Pacientes que, por exemplo, apresentam úlceras venosas, queimaduras ou lesões características do pé diabético são atendidos no ambulatório e, uma vez definido o tratamento ideal para cada caso, são encaminhados para dar continuidade aos cuidados no posto de saúde.

“Manter um serviço de referência possibilita o controle do tratamento dos pacientes que apresentam esse tipo de lesão. Os cuidados são importantes para evitar que as lesões se agravem, podendo gerar até internações”, completa Ana Carolina.

A Secretaria de Saúde estima que o ambulatório vá atender a uma média de 200 pessoas por mês.


PRESENÇAS – Estiveram presentes à abertura do ambulatório de Lesões Dérmicas, além da secretária de Saúde, a subsecretária de Atenção Básica, Jane Teixeira, a coordenadora de Atenção Básica, Therezinha Loureiro, a diretora do Departamento de Programas de Saúde, Andrea Viana, a coordenadora administrativa da Secretaria de Saúde, Josenir Freitas, além de gestores e técnicos da Pasta. 
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE