Rio das Ostras retoma serviço de referência em tratamento de pequenas cirurgias | Rio das Ostras Jornal

Rio das Ostras retoma serviço de referência em tratamento de pequenas cirurgias

Equipe atende paciente no ambulatório de lesões dérmicas.
Cerca de 200 pessoas devem ser atendidas por mês.
Fotos:  Mauricio Rocha / Divulgação / Arte ROjornal
Prefeitura reestruturou ambulatório, que ganhou nova equipe, materiais e sala no Centro de Saúde de Nova Cidade.

A Secretaria de Saúde de Rio das Ostras retomou nesta sexta, dia 19 de maio, o atendimento do ambulatório de Lesões Dérmicas, referência no Município para tratamento deste tipo de agravo, que pode ser causado por doenças ou acidentes. O serviço ganhou uma nova equipe técnica, materiais e ainda uma sala de pequenas cirurgias, funcionando no Centro de Saúde de Nova Cidade.

Na inauguração do novo ambulatório, com a participação dos pacientes, servidores e gestores da Saúde, a secretária da Pasta, Rosimeri Azevedo, lembrou a importância do investimento na Atenção Básica como forma de promover a saúde da população e prevenir doenças. O serviço pôde ser reestruturado graças à aquisição de materiais e contratação de profissionais.

“Estamos superando os desafios para oferecer a qualidade de serviços que a população merece e necessita. Estamos, aos poucos, obtendo importantes conquistas, uma delas é a retomada deste ambulatório. Atenção Básica é nossa prioridade e vamos lutar por ela todos os dias”, disse a secretária.  

AMBULATÓRIO - A coordenadora do ambulatório, a enfermeira Ana Carolina Palermo, explica que o serviço é importante porque padroniza o tratamento das lesões. Pacientes que, por exemplo, apresentam úlceras venosas, queimaduras ou lesões características do pé diabético são atendidos no ambulatório e, uma vez definido o tratamento ideal para cada caso, são encaminhados para dar continuidade aos cuidados no posto de saúde.

“Manter um serviço de referência possibilita o controle do tratamento dos pacientes que apresentam esse tipo de lesão. Os cuidados são importantes para evitar que as lesões se agravem, podendo gerar até internações”, completa Ana Carolina.

A Secretaria de Saúde estima que o ambulatório vá atender a uma média de 200 pessoas por mês.


PRESENÇAS – Estiveram presentes à abertura do ambulatório de Lesões Dérmicas, além da secretária de Saúde, a subsecretária de Atenção Básica, Jane Teixeira, a coordenadora de Atenção Básica, Therezinha Loureiro, a diretora do Departamento de Programas de Saúde, Andrea Viana, a coordenadora administrativa da Secretaria de Saúde, Josenir Freitas, além de gestores e técnicos da Pasta. 
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE