Tribunal africano confirma prisão perpétua para ex-presidente do Chade

Imagem de maio de 2016 mostra Hissen Habre em
audiência no Senegal (Foto: AP Photo/Carley Petesch, File)
Condenação foi ditada em 2016 por crimes contra a Humanidade e crimes de guerra pela repressão que comandou entre 1982 e 1990.
O tribunal especial africano que julgou o ex-presidente Hissen Habre confirmou nesta quinta-feira (27) sua condenação à prisão perpétua ditada em 2016 por crimes contra a Humanidade e crimes de guerra pela repressão que comandou entre 1982 e 1990, deixando cerca de 40 mil mortos.
O tribunal especial foi criado no Senegal, onde Habre se refugiou em 1990 quando foi derrubado pelo atual presidente, Idriss Deby Itno.
É a primeira vez que um ex-chefe chefe de Estado é sentenciado por uma instância de outro país por violações dos direitos humanos.
O ex-presidente chadiano cumprirá sua condenação no Senegal ou em outro país da União Africana (UA).

Por France Presse
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

RIO DAS OSTRAS 25 ANOS

PATROCINADOR

PUBLICIDADE