EUA voltam a permitir que doentes mentais comprem armas

Manifestante relembra o tiroteio de Newtown durante Marcha
em Washington a favor do controle de armas nos EUA
(Yuri Gripas/AFP/VEJA)
A legislação havia sido impulsionada por Obama dentro de seu plano para aumentar os controles no acesso a armas de fogo
O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta quarta-feira a suspensão de uma regulação impulsionada pelo ex-presidente Barack Obama para impedir que pessoas com problemas mentais possam comprar armas de fogo. A medida foi invalidada com 57 votos, contra 43, sendo a maioria republicanos. Após a aprovação, a resolução será enviada para o presidente, Donald Trump, que deve assiná-la.
A legislação havia sido impulsionada por Obama dentro de seu plano para aumentar os controles no acesso a armas de fogo após o massacre em um colégio em Newtown em 2012, onde morreram vinte crianças e seis professores. O crime foi cometido com um jovem que tinha graves problemas psiquiátricos e mesmo assim conseguiu comprar armas pesadas.
A norma afetava cerca de 75.000 pessoas e exigia que a Direção de Seguridade Social informasse ao governo federal uma lista com os nomes de pessoas que tinham histórico de doenças mentais, o que a impedia de comprar uma arma.

(Com ANSA)
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE