Rio das Ostras realiza debates e mobilizações sobre impactos no cigarro no ambiente

Campanha vai alertar a população sobre os impactos do
 cigarro também no meio ambiente. Divulgação
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número estimado de fumantes no mundo é de 1,6 bilhão. Cada fumante joga fora 7,7 bitucas (guimbas) de cigarro por dia, diz ACT.
 A Prefeitura de Rio das Ostras, por intermédio de seu Centro de Educação Ambiental (Cedro), promove, em agosto, campanha para alertar a população sobre os impactos do cigarro no meio ambiente. A iniciativa traz palestras em escolas da rede municipal de ensino, além de reuniões e mobilizações junto a igrejas da Cidade. E, no dia 26, está prevista uma caminhada na orla do Centro, com a distribuição de folhetos para a população.
 “Acreditamos que todo tipo de resíduo tem relevância. Além dos males para saúde e da contribuição da fumaça com a poluição do ar, o cigarro causa outros problemas ao ambiente. As bitucas, principalmente as descartadas incorretamente, podem contribuir com enchentes, entupimento de bueiros e queimadas, gerando danos irreparáveis ao ambiente”, destaca a coordenadora do Cedro, Uellen Bilro.  
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número estimado de fumantes no mundo é de 1,6 bilhão. Cada fumante joga fora 7,7 bitucas (guimbas) de cigarro por dia, de acordo com informações da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT). Ou seja, são descartadas diariamente cerca de 12,3 bilhões.
 Com base nestes números, a campanha da Prefeitura de Rio das Ostras busca sensibilizar a população sobre o cigarro e os danos que causa ao ambiente. Vale destacar que o Brasil é um país no qual o tabaco tem importância cultural e econômica desde o século XVI.
  DANOS AO AMBIENTE - Os danos do tabaco ao ecossistema são incalculáveis, com prejuízos causados ao solo, com a contaminação de alimentos, da fauna e dos rios. Outro impacto ambiental tem como agente os inúmeros casos de incêndios causados pelo cigarro.
 Para a coordenadora do Cedro, o cigarro não tem lugar em um mundo mais sustentável. “Criamos uma campanha de conscientização, a fim de promover o olhar crítico nas pessoas quanto aos graves danos impostos ao meio ambiente. Por isso estaremos presentes nas escolas do Município, junto a crianças e jovens”, completou.
 PALESTRAS E CAMINHADA – As palestras de conscientização serão realizadas ao longo do mês de agosto, em diversas escolas da rede municipal de ensino.
 O ponto alto da campanha acontecerá no dia 26 de agosto, com caminhada na orla do Centro, a partir das 9 horas, onde está prevista a distribuição de folhetos, com a participação de grupos convidados (igrejas católicas e evangélicas, escoteiros, dentre outros).
CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DAS PALESTRAS E DA CAMINHADA:
07 de agosto - Palestra de conscientização e ação no trânsito no Colégio Municipal América Abdalla (Centro)
08 de agosto - Palestra de conscientização e ação no trânsito na Escola Municipal Maria Teixeira (Cidade Praiana)
10 de agosto - Palestra de Conscientização e convite para engajamento da ação - 1a Igreja Batista Cidade Beira Mar
12 de agosto - Palestra de Conscientização e convite para engajamento da ação na Igreja Nossa Senhora da Conceição (Centro)
12 de agosto - Palestra de conscientização e ação no trânsito junto a Escola Municipal Inayá Moraes D’ Couto (Jardim Atlântico)
17 de agosto - Palestra de Conscientização e convite para engajamento da ação (Grupo de todas as Pastorais da Igreja Católica)
19 de agosto - Palestra de Conscientização e convite para engajamento da ação junto ao Grupo de Escoteiros Leripe
22 de agosto - Palestra de Conscientização e convite para engajamento da ação - ONG Maré
26 de agosto - Culminância da Campanha.
Ação na praia com Caminhada de bicicleta para conscientização e distribuição de folhetos - concentração no Iate Clube 9 horas e caminhada até Praia da Tartaruga
  CONHEÇA O CEDRO – O Centro de Educação Ambiental de Rio das Ostras (Cedro), da Secretaria de Ambiente, Agricultura e Pesca, foi fundado em 08 de dezembro de 2014, com a finalidade de desenvolver ações de Educação Ambiental para sensibilizar a população sobre a necessidade de preservar o meio ambiente, rios e mananciais de Rio das Ostras.

PROGRAMA DE CONTROLE DO TABAGISMO – O Programa vem se intensificando. Atualmente, oferece seus serviços no Centro de Reabilitação, porém a Prefeitura planeja sua expansão e descentralização para outras unidades básicas. O Programa é formado por uma equipe multiprofissional. O paciente é acolhido e recebe orientações nas diferentes etapas do tratamento. O Centro Municipal de Reabilitação fica na Rua Henrique Sarzedas, 1001.
Postar no Google +

About Angel Morote

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE